Especial de 10 anos: As seções especiais

Especial de 10 anos: As seções especiais | Ordem da Fênix Brasileira

Desde o início deste simples blog, não era difícil perceber que o nosso público infanto-juvenil não queria somente ler notícias e assistir a vídeos em uma época onde a internet banda larga não era amplamente distribuída. Apesar dos altos números de visitas, ainda não possuíamos algo especial que chamasse a atenção dos visitantes além das notícias objetivas (até hoje penso no que posso adicionar de novidade por aqui).

Várias ideias apareciam e, ocasionalmente, muitas foram recusadas no começo da criação ou até mesmo durante o desenvolvimento. Mas alguns dos projetos idealizados chegaram realmente a ter destaque em nossas páginas.

O Conteúdo OFB foi criado em dezembro de 2008 para concentrar as biografias resumidas dos atores e personagens do mundo bruxo, informações sobre os livros, filmes, criaturas, objetos mágicos, feitiços e vocabulário das histórias de J.K. Rowling. Alguns anos mais tarde, todo o conteúdo foi movido para a Ordem da Fênix Brasileira.

A seção Bruxo do Mês é publicada desde março de 2009 e teve o personagem Igor Karkaroff como o primeiro escolhido. Na época, os fãs podiam votar em enquetes que ficavam disponíveis na página inicial e dicas sobre o próximo "Bruxo do Mês" eram divulgadas. É a seção mais longeva da OFB.

Também tivemos a Galeria que, lamentavelmente, teve de ser desativada pois a hospedagem gratuita não suportou nosso consumo de banda. Aos poucos, movemos as imagens para o blog principal. O Chat OFB e o Mundo OFB chegaram ao auge por serem os principais meios de comunicação com os fãs de uma maneira mais descontraída.

Em Elfo Entrevista, a OFB e seus parceiros selecionavam perguntas que eram enviadas a alguns destaques do mundo mágico na internet, como donos de blogs e sites sobre "Harry Potter".

As Tirinhas Harvy Pothead (Harvy Cabeça de Pote, em inglês) eram traduzidas de um site argentino parceiro. Quase 1 ano após a última publicação de Pothead, vieram as Tirinhas da Luna, nossa seção semanal de humor com 69 publicações diferentes. As Fotos do Colin também tiveram seu toque de humor.

Como lembrado no artigo especial "Um estilo próprio", procurávamos parceiros no início do OFB, e as Chaves de Portal vieram para estreitar a relação com blog e sites potenciais. Reservamos um espaço para a divulgação de alguns links referentes a "Harry Potter" em várias categorias: notícias, galeria de imagens, podcasts, RPG, jogos, artigos, vídeos, downloads etc.

O Top Sites Ordem da Fênix Brasileira foi um sucesso: durante 3 anos seguidos, os fãs da série que tinham páginas na internet poderiam divulgar seus trabalhos e ganharem reconhecimento. Também era possível avaliar os inscritos e votar anonimamente.

As histórias originais de "O Diário de um Auror" (2008) foram de autoria da nossa designer Beatriz Melo. Em 2010, a partir da mente do meu amigo Juan Carlos, o protagonista Ywgie B. Maclaoud ganhou espaço na OFB para narrar suas aventuras.

A seção Arthur Explica teve milhares de visitas até ser interditada por Dolores Umbridge, que ganhou sua própria seção em 2014, deixando todo o site cor-de-rosa.

Você, assim como eu, já pensou em deixar de lado a velha Penseira, aquela bacia de pedra surrada? Foi por isso que criamos a Penseira OFB, onde nossas memórias podem ser salvas com segurança. O Leitor de Mentes foi criado para todos aqueles que acreditam que as aulas do Professor Snape sobre o bloqueio da mente serviram para alguma coisa.

Para os mais curiosos, porém, uma consulta com as Predições da Professora Trelawney pode ajudar. Com parceria com o Banco Gringotes, conseguimos disponibilizar o Conversor de Moedas do Mundo Bruxo, onde é possível determinar o valor de cada moeda mágica e saber sua cotação no mundo dos trouxas.

Outro sucesso garantido na OFB são as Receitas da Molly: nossa seção anual de culinária. Desde 2010, a simpática Molly Weasley compartilha fáceis receitas mágicas com o nosso público.

Mesmo com conteúdo cada vez mais relevante, a OFB ainda era um blog sem domínio próprio, ou seja, sem .com. Ainda usávamos o padrão .blogspot.com da plataforma Blogger. Como relatado em "O registro do domínio", nosso próximo artigo, a compra do .com, embalada pelo sucesso particular de cada seção estreante, foi um divisor de águas na nossa história.



» Este artigo faz parte do Especial de 10 anos da Ordem da Fênix Brasileira. [Ler todos os artigos]