"Harry Potter: Um Ano Mágico" - Momento #42

'Harry Potter: Um Ano Mágico' - Momento #42 | Ordem da Fênix Brasileira

#42

11 de fevereiro
Harry e Rony espiaram embaixo da pia para onde Murta apontava. Havia um livro pequeno e fino caído ali. Tinha uma capa preta e gasta e estava molhado como tudo o mais naquele banheiro. Harry adiantou-se para apanhá-lo, mas Rony de repente esticou o braço para impedi-lo.
– Que foi?
– Você está maluco – disse Rony. – Pode ser perigoso.
– Perigoso? – perguntou Harry rindo. – Deixe disso, de que jeito poderia ser perigoso?
– Você ficaria surpreso – disse Rony, olhando apreensivo para o livro. – Os livros que o Ministério da Magia tem confiscado, papai me contou, tinha um que queimava os olhos da pessoa. E todo mundo que leu Sonetos de um bruxo passou a falar em rima para o resto da vida. E uma velha bruxa em Bath tinha um livro que a pessoa não conseguia parar de ler! Passava a andar com a cara no livro, tentando fazer tudo com uma mão só. E...
– Está bem, já entendi.
O livrinho continuava no chão, empapado e indefinível.
– Bem, não vamos descobrir se não dermos uma olhada – falou Harry. Abaixou-se para se desvencilhar de Rony e apanhou o livro do chão.
Harry viu num instante que era um diário, e o ano meio desbotado na capa lhe informou que tinha cinquenta anos de idade. Abriu-o ansioso. Na primeira página, mal e mal conseguiu ler o nome "T. S. Riddle", em tinta borrada.
"HARRY POTTER E A CÂMARA SECRETA"
Capítulo 13, O diário secretíssimo