[Elfo] Entrevista com Allan Dione

[Elfo] Entrevista com Allan Dione | Ordem da Fênix Brasileira
Uau! Há exato 1 ano, publiquei aqui a minha última entrevista... =/
Não foi nada previsto! A ideia veio na minha cabeça e... pá! Decidi publicar no dia 01/11/2010... o_O

Bom, dessa vez, entrevistei o mineiro fanático por "Harry Potter", Allan Dione! O papo rendeu...
Leia a entrevista na íntegra, clicando em "Leia Mais".





Olá, Allan! Poderia falar um pouco sobre você?

~ Sim, é claro. Meu nome é Allan Dione e tenho 22 anos, moro na cidade de Passos no estado de Minas Gerais, faço faculdade de Direito e sou Coordenador Pedagógico de uma escola de inglês, bem como trabalho com traduções escritas, imediatas e simultâneas.


Você percebe que há alunos na escola de inglês onde trabalha que são fãs de "Harry Potter"? E seus amigos na faculdade?
~ Percebo sim, tenho alunos que são fãs de Harry Potter, alguns deles já adquiriram a coleção na língua inglesa e comentam sempre comigo à medida que evoluem em sua leitura. Alguns, um dos meus melhores amigos, adora leitura e, assim como eu, é grande fã de Harry Potter.

E a febre do momento, Crepúsculo, é presente onde você trabalha e estuda?
~ Claro que é, como você mesmo acaba de dizer, é uma febre. Supõe-se que esteja presente em vários lugares. Mas não ligo muito para isso, eu em particular não sou fã dessa série. E comparações são desnecessárias por vários motivos.
Para mim, Harry Potter sempre será a obra número um da literatura contemporânea e te digo o porquê. Comecei a ler Harry Potter com 11 anos, à época eu já lia muito bem, mas pequenos livros ou gibis e mesmo assim sem grande entusiasmo. Quando comecei a ler Harry Potter e a Pedra Filosofal adorei a estória, a trama, tudo.

A linha de raciocínio era perfeita para uma pessoa da minha idade: 11 anos. A medida que os outros livros foram lançados, logicamente eu cresci. E consequentemente meus interesses e visões sofreram alterações também, porém, os personagens e a própria trama da série Harry Potter, pude ver, crescia em mesmo ritmo. Afinal, há quem diga que se você compara As Relíquias da Morte com A Pedra Filosofal mal se reconhecem os livros como da mesma saga, tamanha a maturidade adquirida até o último volume da sequência. Isso mostra o imenso talendo de J.K. uma vez que perpetuou o gosto pela leitura de seus livros a medida que seus fãs cresciam.

Não se pode ignorar o maior trunfo de Jo., que é a função social que sua obra exerceu e continua a exercer sobre os jovens. Antes da propagação de seus livros pouco se ouvia e raramente se via uma criança lendo livros de complexidade e tamanho médios; liam gibis, como já disse. Hoje isso é diferente, os grandes veículos de comunicação noticiam o sucesso de vendas que as editoras atingem hoje no mercado brasileiro e isso se deve, em muito, à obra de J.K. Rowling.

Você costuma ler?
~ Eu mesmo tenho muitos livros em casa e mantenho leitura constante. Sempre estou lendo algo além dos livros da faculdade e isso, digo sem medo, foi graças ao impulso que recebi ao ler os livros da série Harry Potter.
Já comprei e li outros best-seller, mas se o fiz, devo esse interesse à JK Rowling.
Bem como minha prima Caroline Sousa, que nada lia antes de eu lhe emprestar minha coleção Harry Potter, hoje também é uma colecionadora de títulos. E esse exemplo, certamente, se espalha por todo o mundo e continua sendo seguido pelos que tem hoje a idade que tive quando me iniciei no mundo da leitura constante, ou seja, na pré-adolescência. É inegável a influência da série na minha vida, e creio que também não é a mesma influência na aquisição da cultura e do hábito da leitura para a juventude brasileira.

#(Terminei, deu pra entender minha explicação?) / #Comentário do Elfo: "Ah, claro que entendi.Oh, ainda bem que o relógio despertou! =]"

Te conhecemos pelo Twitter. Você usa o microblog como ferramenta social para o mundo ver o que você acha da série "Harry Potter" e transmitir essa sua adoração à mesma?
~ Utilizo o microblog para expressar idéias principalmente, uma consequência disso é a formação de opinião. Uma vez que Harry Potter está bem ligado ao que mais gosto de fazer, gosto sim de manter #HarryPotter um Trending Topic.

Prova disso, foi graças à hashtag #HarryPotter que achanos você. Se lembra qual e como foi nosso primeiro contato?
Fiz um Tweet com a hashtag Harry Potter dizendo que lia a série desde os 11 anos e vocês fizeram outro Tweet em Reply perguntando quantos anos eu tinha hoje.

Exatamente! E pq vc manteve contato com a gente e ficou interessado em ser entrevistado?
~ Como já disse: gosto de discutir opiniões, e encontrei em seu convite um boa oportunidade para expor a minha e, é claro, porque o OFB se apresenta como uma boa fonte para os fãs de Harry Potter. / #Comentário do Elfo: "Puxa-saco..."

Você já fez parte de algum site/blog sobre Harry Potter ou já montou alguma página na internet sobre a série? Qual o motivo?
~ Não, não tenho tempo para administrar algo assim. Já dei entrevista sobre o assunto a um jornal. #Comentário do Elfo: "Ah, você poderia se juntar conosco! =/"

Allan, qual personagem da série é o seu favorito? Justifique.
~ Hermione Granger é meu personagem favorito, por sua capacidade de resolver as situações, sejam de problemas práticos ou mesmo emocionais. E mais: adoro inteligência! E ela é progidiosa!

Qual o seu filme favorito da série "Harry Potter"?
~ Dos filmes lançados da série até então, prefiro o sexto [O Enigma do Príncipe], pois para mim é o que melhor transmite a intensidade da atmosfera de risco em que nossos personagens favoritos se encontram, algo que o quinto filme não fez tão bem. E porque também o sexto filme só perde para o primeiro no quesito adaptação literal do roteiro do livro.

Para finalizar essa extensa entrevista, deixe as suas considerações finais.
~ Fiquei muito feliz com a oportunidade de falar um pouco* da minha estória favorita. Para nós, agora resta aguardas as duas últimas adaptações. Bem como a decisão de J.K. Rowling de definitivamente continuar trabalhando com algo a mais para a série ou não.
Mas, lembrando do que falei anteriormente, de qualquer maneira, a importância do legado a série nos deixa é inegável. Vários adolescentes e pré-adolescentes e crianças ainda serão influenciados pela magia da estória, e serão iniciados no outrora seleto mundo da leitura cada vez mais cedo.
E, à OFB, só tenho a agradecer.

Um abraço, Allan Dione. ^^



* Um pouco?!...
Eu que agradeço, Allan por essa entrevista. Eu, Menny fico orgulhoso por ter a oportunidade de conversar com fãs da série "Harry Potter" como você. Abraços, sucesso e muita, muita magia! =]

2 comentários:

  1. AAhhh priminhuuu!!!
    super falou de mim!!!
    adoooroo!!
    otima entrevistaa!!

    ResponderExcluir
  2. Caroline, se você também quiser ser entrevistada... é só mostrar interesse! ;)

    ResponderExcluir